acessibilidade A- A+
Carioca Digital Central de Atendimento Acesso a informação
#Sem categoria

18. 08. 2023 - Produzido pela Equipe da Code7

Investindo na qualificação da educação integral no município do Rio

Investindo na qualificação da educação integral no município do Rio

A Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro lançou hoje (10/3), mais três Ginásios Experimentais Tecnológicos (GETs), modelo de escola que segue a abordagem STEAM (Ciência, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática). Alinhando as tendências mundiais de aproximação da educação escolar à realidade dos alunos no seu dia a dia, por meio do pensamento crítico e desenvolvimento de novas habilidades, os GETs investem na qualificação da educação integral, com o modelo de escola pública mais inovador do país.

Até o final do ano, a previsão é que a rede conte com 75 GETs, – entre novas unidades e unidades remodeladas – atendendo alunos de todas as idades e de todas as regiões da cidade, promovendo uma educação pública de qualidade e integrada ao mundo contemporâneo.

Para potencializar o desenvolvimento de novas competências e habilidades, os GETs oferecem aos alunos a possibilidade de realizar projetos de forma interdisciplinar para além do livro didático. As escolas contam com laboratórios maker. Tudo para que o aluno consiga desenvolver projetos próprios e aprender colocando a mão na massa, ao tempo que impacta o entorno escolar. É a escola municipal contribuindo diretamente para a sociedade.

” Não tem outro equipamento público que garanta tantos direitos básicos na vida de uma cidade quanto a escola pública.”, afirmou Renan Ferreirinha, secretário Municipal de Educação. “Mais do que um espaço físico, o que estamos implementando é uma metodologia inovadora. Temos que ensinar aos alunos o pensamento crítico, colaboração, trabalho em grupo, planejamento. Habilidades para prepará-los para os desafios que vão encontrar pela frente. O GET é o CIEP do século XXI”, completou.

Localizadas na Zona Oeste, as novas unidades foram reformadas e transformadas em GETs, com a construção dos laboratórios maker e que passam a seguir o modelo proposto pela SME que traz inovação e convida os estudantes a pensarem em propostas inovadoras e soluções criativas, com um trabalho interdisciplinar.

O GET Professor Ari Pontes, em Guaratiba, vai atender 1.179 alunos, do 6º ao 9º ano. Já o GET Medalhista Olímpica Mayra Aguiar da Silva, em Campo Grande tem 493 alunos do 6º ano ao 9º ano. O GET Dulce Araújo, também em Campo Grande, vai atender 732 alunos do 1º ano ao 5º ano. As três unidades atendem em turno único e foram equipadas com impressora 3D; máquinas de corte e de costura; notebooks, Arduino uno -, entre outros.

  

Fotos Alice Rodrigues

Posts Relacionados

X
X
X